19 de agosto

  • Dia Internacional da Fotografia
  • Dia Mundial do Fotógrafo

Nascimento

Falecimento



1994 — Morre Linus Pauling

Linus Carl Pauling nasceu em Portland, Oregon (EUA), em 1901. Foi engenheiro químico e ganhador de dois prêmios Nobel. O primeiro deles foi o de Química, em 1954, por sua pesquisa sobre a natureza da ligação química e sua aplicação na elucidação da estrutura de substâncias complexas. Em 1962, conquistou o Nobel da Paz, graças à sua luta contra a utilização de armas nucleares. Cinco anos depois, Pauling “redescobriu” a vitamina C (o descobrimento deve-se ao cientista Albert Szent-Györgyi, em 1927), revelando sua importância no combate a processos infecciosos.

O cientista foi também o responsável pela invenção do Diagrama de Linus Pauling, que mostra a distribuição eletrônica nos diferentes níveis e subníveis dos átomos.


1662 — Morre Blaise Pascal

O físico, matemático, teólogo e filósofo Blaise Pascal nasceu em 1623, em Clermont-Ferrand (França).

Seu pai, Etienne Pascal, era um respeitado matemático, e o filho precocemente mostrou talento para a observação, o cálculo e a pesquisa científica. Os estudos de Blaise Pascal abrangem Geometria (cortes de cones, projeções), Cálculo (estabeleceu as bases da moderna teoria das probabilidades), Pressão de Líquidos (Hidrodinâmica, Hidrostática) e observações sobre o vácuo.

Suas pesquisas resultaram também em inventos utilizados em larga escala até os dias atuais. São de sua concepção a seringa usada na medicina e a prensa hidráulica, além de um aparelho para fazer cálculos considerado o precursor da máquina de calcular.

Nascido em um lar bastante religioso, a espiritualidade e a inquietação intelectual sempre nortearam sua vida, e, de certa forma, dividiram-no. No campo filosófico, defendia que Deus deveria ser vivenciado antes pelo coração do que pela razão, sendo a ele atribuída a autoria da frase “O coração tem razões que a própria razão desconhece”.

Em 1653, ingressou no convento de Port-Royal des Champs. Desse período em diante, resolveu dedicar-se à teologia, tema sobre o qual discorreu em suas obras Cartas Provinciais e Pensamentos. Entretanto, em 1658, realizou novas observações matemáticas acerca das cicloides, mostrando que sua decisão pela religião não conseguira minar seu talento científico.

Na Mecânica, foi homenageado com a unidade de tensão mecânica (ou pressão) — Pascal (1Pa = 1N/m2 ; 105  N/m2 = 1 bar).

Morreu em 19 de agosto de 1662, em Paris.